TEM ALGUMA DÚVIDA? CLIQUE AQUI
ptzh-CNenfrjasles
Seg: 12:00 - 17:30
Ter - Sex: 9:00 - 17:30
HORÁRIO
R. Hilda Del Nero Bisquolo, nº102, sala 1603-02, Jundiaí, SP, CEP 13208-703
ENDEREÇO
CERTIFICAÇÃO - 2017/2019/2020

Notícias e Matérias

Notícias e matérias sobre a CBDEL, sobre esportes e o esporte eletrônico no Brasil e no mundo

CEO da Riot, Nicolo Laurent no Forum Esports do COI

O Fórum Esports Olímpico , realizado no dia 28 de julho, no Museu Olímpico na sede do Comite Olimpico Internacional, em Lausanne, Suíça, abriu com comentários de boas vindas do presidente da Associação Global de federações Desportivas Internacionais (GAISF) Patrick Baumann. Patrick Baumann afirmou que o principal objetivo da reunião do dia era “construir um entendimento conjunto entre A comunidade esports e o movimento olímpico, ”envolvendo estrutura, valores e“ estabelecendo a plataforma para o engajamento conjunto ”. Notadamente, ele disse que eles estavam observando quais passos“ mutuamente benéficos ”poderiam ser dados para avançar.
 
Vários stakeholders, entidades e participantes convidados, entre eles representante d CBDEL, sr. Daniel Cossi, além de participantes de outras entidades nacionais do mundo, estiveram presentes assistindo aos debates e diversos painéis.
 
Rick Fox que apresentou o evento e foi três vezes campeão da NBA e também é proprietário da equipe de esports, Echo Fox. Fox comentou que esperava que este evento fosse "um dos muitos fóruns a serem lançados no futuro".

Ele apresentou o painel “O Mundo dos Esports”, que contou com executivos de esports discutindo seus pensamentos sobre onde a indústria está agora, seus benefícios para os jogadores, quais são suas prioridades atuais e o que eles gostariam de ver em relação às oportunidades de colaboração com o movimento olímpico .
Paralelos foram feitos entre esportes e jogos, como a forma como os esportes evoluíram a partir de jogos com vários jogadores e como os esportes tradicionais, bem como o esports, “unem as pessoas por meio de uma competição saudável”.

"Um dos grandes pontos de virada foi em 2010, quando começamos a ver plataformas de streaming disponíveis na internet". “Isso tornou acessível para qualquer um transmitir um torneio e assistir a um torneio em qualquer lugar do mundo. Acho que começou o que tem sido um crescimento exponencial para a indústria ”,  disse o presidente e CEO da Blizzard Entertainment, Mike Morhaime.

"Acho que agora o que estamos vendo é um verdadeiro ponto de inflexão para o eSports", acrescentou ele. “Pessoas que não estavam realmente prestando atenção ao fenômeno esports agora estão interessadas. Então, o que temos é que pela primeira vez a ESPN transmitirá a Overwatch League  no horário nobre, o que nós realmente não vimos antes. Temos patrocinadores prestando atenção, é um grupo demográfico muito atraente. É 20 a 40 anos mais jovem que a maioria dos esportes tradicionais. É cedo, e acho que vai continuar crescendo daqui em diante. ”

"Para nós, o que eu gostaria de ver e o que estamos trabalhando é envolver os governos". “Reconhecendo o esports como disciplina própria, criando os regulamentos certos e os sistemas certos para nos permitir realmente crescer. Um dos grandes pontos problemáticos é viajar, alguns países realmente recebem atletas do esports, como os EUA, você ganha um visto de atleta. Existem certos territórios que são menos sofisticados a esse respeito, e isso dificulta o crescimento do esporte em certas áreas do mundo”, disse o CEO da Riot Games  , Nicolo Laurent.

Ele também observou que esperava que o fórum levasse os e-sports "a serem mais legitimados em todo o mundo".

"A partir de 1998, começamos a mudar o mundo dos e-sports de uma indústria orientada para o jogador para um jogo de espectadores", disse Kim Cheol-Hag, secretário-geral da Korea eSports Association  (KeSPA).

Ele continuou dizendo que o Starcraft  era popular na Coréia por décadas, com o aspecto espectador do jogo estendendo o que se previa ser um ciclo de vida de dois a cinco anos. Além disso, ele disse que o KeSPA agora não estava apenas visando aumentar o entretenimento de seus jogos, mas também encorajando os jogadores a fazer um percurso “profissional” com treinamento, visando não apenas prêmios em dinheiro, mas “tornar-se um jogador respeitável”.
 
Matéria Original e conteúdo extraídos: https://esportsobserver.com/ioc-esports-opening-remarks
Vídeo na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=A50HV9q6oso

CALENDARIO EVENTOS

TAG CLOUD

Nenhum marcador encontrado.
AFILIAÇÃO, RECONHECIMENTO E/OU PARCERIA INTERNACIONAL A ENTIDADES DE GOVERNANÇA DO ESPORTE ELETRÔNICO
WESCO - AFILIADO
PAMESCO - AFILIADO
SAESCO - AFILIADO
CACESCO - PARCEIRO
AESF - PARCEIRO
ISO - AFILIAÇÃO
cbdel_brasao_2018_nome_pequeno.png
© Copyright 2019 CBDEL. Todos os direitos reservados.

EMBAIXADORES DO ESPORTS