TEM ALGUMA DÚVIDA? CLIQUE AQUI
ptzh-CNenfrjasles
Seg: 12:00 - 17:30
Ter - Sex: 9:00 - 17:30
HORÁRIO
R. Hilda Del Nero Bisquolo, nº102, sala 1603-02, Jundiaí, SP, CEP 13.206-760
ENDEREÇO
CERTIFICAÇÃO - 2017/2019/2020

Notícias e Matérias

Notícias e matérias sobre a CBDEL, sobre esportes e o esporte eletrônico no Brasil e no mundo

Malta e Dinamarca buscam entendimento sobre Esports

Os governos de Dinamarca e Malta estão envolvidos na criação de uma estrutura capaz de apoiar a indústria dos eSports a desenvolver-se nos seus respetivos países.

O Ministério da Cultura da Dinamarca anunciou, no passado mês de abril, um plano para melhorar o panorama industrial dos eSports no país. A ideia passa por criar mais oportunidades de emprego dentro do segmento e alinhar os desportos eletrônicos com os circuitos nacionais de oferta cultural. Esta é uma das primeiras - senão a primeira - estratégia governamental a contemplar os eSports.

“Temos de garantir que existe uma estrutura capaz de sustentar o desenvolvimento da atividade. Os eSports estão numa fase de desenvolvimento acelerado, desportiva e economicamente, e os jogadores dinamarqueses fazem parte da elite mundial”, disse Mette Bock, ministro da Cultura da Dinamarca.

Para além do potencial económico-cultural da atividade, o governo reconhece também a existência de alguns riscos associados à prática da mesma. Os videojogos fizeram com que “muitos grupos de pessoas, especialmente nas faixas etárias mais jovens, transformassem as suas rotinas de lazer e hábitos de socialização. Os eSports criam oportunidades, mas também levantam algumas preocupações. A nossa estratégia também vai ter de endereçar esse tema”, comentou.

Na verdade, é na consciencialização que está um dos pilares principais da iniciativa. Segundo a imprensa internacional, a estratégia vai destacar o desenvolvimento de comunidades e ambientes seguros para a prática competitiva, um esforço que começará no estabelecimento de um painel de especialistas onde se vai debater as oportunidades e desafios da indústria.

Para a primeira reunião, os pontos de discussão já estão estabelecidos: a construção de uma estrutura de gestão para os eSports dinamarqueses; o reforço e desenvolvimento do talento nacional; o estabelecimento de padrões éticos para a indústria; o desenvolvimento de comunidades e associações e como podem estes organismos impactar a vida dos jogadores; como atrair mais mulheres para o meio; e como criar boas oportunidades de desenvolvimento comercial para o crescimento, empreendedorismo e empregabilidade nos desportos eletrônicos.

Mais recentemente, também Malta deu um passo decisivo no apoio à indústria, quando Joseph Muscat, primeiro-ministro, assinou um memorando de entendimento com uma empresa privada para fomentar competições, contudo Malta já está em processo de reconhecimento nacional de sua entidade de governança do Esports, a MALTA Sports for All, já reconhecida pela WESCO (WORLD ESPORTS CONSORTIUM) em duas categorias: Entidade de Governança do Esports Profissional Institucional e Entidade de Governança do Paraesports e Sports for All.

FONTE: SAPO/Português de Portugal

TAG CLOUD

Nenhum tag encontrado.
AFILIAÇÃO, RECONHECIMENTO E/OU PARCERIA INTERNACIONAL A ENTIDADES DE GOVERNANÇA DO ESPORTE ELETRÔNICO
WESCO - AFILIADO
PAMESCO - AFILIADO
SAESCO - AFILIADO
CACESCO - PARCEIRO
AESF - PARCEIRO
ISO - AFILIAÇÃO
cbdel_brasao_2018_nome_pequeno.png

Certificações - SEI - MC

© Copyright 2019 CBDEL. Todos os direitos reservados.