Imprensa e Relacionamento Público

Notícias, Novidades e matérias Nacionais e Internacionais

Monday, 13 February 2017 15:26

Campeonato Brasileiro de Esportes Eletrônicos 2016

Rate this item
(0 votes)
Campeonato Brasileiro de Esportes Eletrônicos 2016, Rio 2016, RJ Campeonato Brasileiro de Esportes Eletrônicos 2016, Rio 2016, RJ Governo Brasileiro Press

Campeonato Brasileiro de Esporte Eletrônico realizado com o apoio oficial do Ministério do Esporte, durante as Olímpiadas Rio 2016, na Casa Brasil.

O evento foi realizado em parceria com o Ministério do Esporte, que apoiou e cedeu o espaço do Armazém 1, auditório de eventos, para que o Campeonato fosse realizado. Todos os custos/investimentos para o evento foram feitos pela iniciativa privada, tanto de patrocinadores quanto de parceiros. O local já era garantido pelo Ministério do Esportes que administrava a Casa Brasil e seus eventos, espaços e infra-estruturas. No Armazém 2 a CBDEL e LNEe, também por convite expresso do próprio Ministério do Esporte, e contrato firmado de parceria para e evento, teve seu Lounge de Exposição e Embaixador do Esporte Eletrônico Brasileiro durante todo o período das Olímpiadas Rio 2016 e Paraolímpiadas Rio 2016.

O local foi cedido pelo governo brasileiro, e teve todo o lounge patrocinado pela iniciativa privada, ao contrário do que foi noticiado por uma única mídia jornalística.

O Campeonato Brasileiro de Esportes Eletrônicos teve lugar nos dias 26, 27 e 28 de agosto. Times dos estados Federados (onde há Federações de Esportes Eletrônicos devidamente filiadas e chanceladas pela CBDEL), Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, Goiás, Rio Grande do Sul e Bahia participaram do evento.

As franquias disputadas foram: Counter Strike:Global Offensive (primeiro dia), League of Legends (segundo dia) e Hearthstone (terceiro dia).

As produção do evento ficou, a título de experiência, com a Federação do Estado do Rio de Janeiro, que se prontificou a ter voluntários para o Lounge bem como a coordenação do Campeonato. Esse modelo será usado pela CBDEL para todo o estado sede dos próximos Campeonatos Brasileiros de Esportes Eletrônicos, no intuito de promover o estado host e também de aprimorar as Federações hosts.

As empresas que forneceram os computadores para o Lounge e Campeonato (toda a parte de hardware tanto para demonstração quanto para a competição), foram Connect Rio e Red Zero respectivamente. Ficaram a cargo de todo o desempenho, qualidade e demais pormenores de suporte do hardware e de sua instalação bem como configuração (hardware e software) para que o evento fosse realizado. 

A LNEe teve, nesse caso, somente o papel de fornecer o software de gerenciamento de esportes eletrônicos para que as partidas tivessem acompanhamento e os times fossem inscritos. 

Campeonato Brasileiro de e-Sports
Campeonato Brasileiro de e-Sports

Iniciando e abrindo o evento, o Secretário de Esportes De Alto Rendimento, Luiz Lima, palestrou juntamente com o presidente da ACRio (Associação Comercial do Rio de Janeiro), Dr. Paulo Protásio, e o presidente da CBDEL, sr. Daniel Cossi e o sr. Colin Webster, diretor da IeSF (Federação Internacional de Esportes Eletrônicos).  Ao contrário do noticiado por uma única mídia jornalistica, todo o evento contou com personalidades da própria mídia que entrevistaram os atletas de esporte eletrônico, que por sua vez relataram a grandiosidade do evento e o prestígio de estarem participando de tamanho evento. Além disso também enalteceram tanto as condições de hardware quanto as de software e Internet.

Houveram alguns problemas com relação a máquinas no primeiro dia, por alguns minutos mas tudo foi resolvido e o Campeonato seguiu em frente sem maiores problemas. Esse problemas são comuns em grandes campeonatos tanto nacionais quanto internacionais, e muitas vezes até mais graves com horas de atraso e mesmo partidas inteiras interrompidas gerando desanimo e perda de colocação no ranqueamento, o que de longe, não foi sequer parecido com o ocorrido no Campeonato Brasileiro,  que novamente, durou cerca de minutos.

Além de presenças de mídias especializadas como SportTV, GameHall, TV Globo, SBT dentre outras, vários técnicos e pessoas especializadas em esporte eletrônico e diretores de canais de TV aberta e paga, foram enviados por suas empresas, a fim de acompanhar o evento, todos com parecer mais que positivo sobre todos os detalhes do evento.

A IeSF (Federação Internacional de Esportes Eletrônicos), cujos membros permanentes e exclusivos são a CBDEL e LNEe, representando o Brasil de maneira Institucional e Operacional, também enviou seu representante, como já mencionado, membro da Diretoria que passou todo o período do Campeonato conhecendo toda a infra-estrutura da CBDEL no Brasil, bem como nossas ações, luta pela categoria, e o próprio campeonato.

O Campeonato ainda contou com os narradores e comentaristas Kaov e Gruntar respectivamente

Comentador e Narrador, Gruntar e Kaov respectivamente 
Comentador e Narrador, Gruntar e Kaov respectivamente

O maior problema no entanto, foi na prometida ida dos atletas de esporte eletrônicos campeões para seguirem na competição internacional em Jakarta. Nâo foi possível, devido a falta de tempo para que em conjunto com o Ministério do Esporte, conseguissimos, conforme prometido a nossa Organização, as passagens custeadas pelo nosso governo. Grande parte desse atraso, além da junção do governo empossado tão recentemente na época, tentando levantar a memória dos cadastros, negociações e parceria com a CBDEL tida com o governo anterior, foi também no fornecimento de documentações da CBDEL para que o mesmo órgão nos permitisse obter as passagens, por publicação inclusive no Diário da União, pois os atletas iriam representar nossa nação.

Deixamos claro que tanto o Secretário de Alto Rendimento, Luiz Lima, quanto sua equipe fizeram o máximo para nos ajudar e para que tudo desse certo a tempo de levar os atletas para o campeonato internacional em Jakarta, porém no tempo que teríamos a solução, o Campeonato Internacional já estaria em seu penúltimo dia, o que tornou inviável todo o esforço. Todo esse processo foi acompanhado diariamente por e-mails, mensagens particulares em celulares e telefonemas, entre ambas as partes (Governo e CBDEL e seus dirigentes), para que pudessemos solucionar a tempo o empasse.

A CBDEL trabalhará para manter o ano de 2017 bem como todos os anos subsequentes, dentro da qualidade e possibilidades reais para o envio de delegação oficial do time brasileiro de esportes eletrônicos junto a competições internacionais de organizações de classe de nossa categoria.

Cerimônia de Entrega de Medalhas e Troféus
Cerimônia de Entrega de Medalhas e Troféus

A midia jornalistica especializada acompanhou e relatou em diversos sites e veículos de comunicação, tanto o sucesso do evento por parte tecnica de hardware e software, quanto a satisfação dos atletas que participaram do evento. Ao final de toda a competição, os atletas e empresas patrocinadoras e parceiras, participaram da premiação com medalhas e troféus num coquetel exclusivo e privativo na Casa Brasil Armazém 1.

 

 

 

Veja alguns links sobre notícias:

GameHall: http://gamehall.uol.com.br/v10/saiba-mais-sobre-o-campeonato-brasileiro-de-esporte-eletronico-realizado-na-casa-brasil/
Ministério do Esporte: http://www.brasil2016.gov.br/pt-br/casabrasil/campeonato-brasileiro-de-esportes-eletronicos-comeca-na-casa-brasil
Ministério do Esporte: http://www.brasil2016.gov.br/pt-br/casabrasil/campeonato-brasileiro-de-esportes-eletronicos-termina-na-casa-brasil
Vídeo Ministério do Esporte: https://www.youtube.com/watch?v=WMNetA0ANMM
Vídeo GameHall: https://www.youtube.com/watch?v=EiwP0R3oN0U

Galeria de fotos do Campeonato Brasileiro de Esportes Eletrônicos

Read 247 times Last modified on Saturday, 18 March 2017 22:15